Macaron, o doce francês virou sabonete

Macaron, o doce francês virou sabonete

Conhecido como o “suspiro dos franceses”, dada sua delicadeza e facilidade para se quebrar nas mãos e na boca, o macaron é provavelmente um dos maiores símbolos da pâtisserie francesa da atualidade. Irresistível, ele ganhou a forma e o gosto que conhecemos atualmente graças à parisiense Ladurée, fundada na Paris de 1862.
Screenshot_2017-03-26-15-30-52_1

Inspirada no melhor da confeitaria francesa, a Mahogany inovou e traz ao mercado brasileiro, pela primeira vez na história, os primeiros sabonetes em forma de macaron. Nas versões frutas vermelhas, vanilla (baunilha) e pistache com menta, eles têm o formato, a cor e o cheiro do icônico doce francês.

P_20170325_190847_1_1_1 (2)

Em uma delicada caixa composta por seis unidades (de 30 gramas cada), os Les Macarons by Mahogany desembarcam nas lojas com a proposta de levar um pouco do universo gourmand para o lavabo. Por meio de seu desenho e fragrância, a criação remete a um passeio por Paris e pelas tentadoras vitrines da Fauchon, Pierre Hermè, Dalloyau e Ladurée, dentre tantas outras pequeninas pâtisseries.

11359111_141084702893439_1563573064_n

ONDE TUDO COMEÇOU

Nascido na Itália, o macaron se origina da palavra maccherone, que quer dizer massa fina. Naquele tempo, ele não era parecido com esses da foto. Levou muito tempo para a criação ganhar o formato atual. O primeiro passo para a mudança se deu no século 16, quando a corte da italiana Catarina de Médici o levou para a França. Sua receita, no entanto, era mantida em segredo, atendendo apenas à nobreza.

Segundo o francês Christophe Marret, da Paradis, casa aberta em 2014 em São Paulo e especializada em macarons, as primeiras a fazer os biscoitinhos na França foram as irmãs do convento Saint-Sacrement, da cidade de Nancy. Após a revolução francesa, em 1789, as congregações religiosas passaram a produzir macarons fora dos conventos.

Paradis_062

O doce foi reinventado no século 19, quando o confeiteiro Pierre Desfontaines, da Ladurée, uniu dois pequenos discos por um recheio formado por um creme especial. Hoje, a pâtisserie parisiense é, sem dúvida, a grande referência do “suspiro francês”. Sua receita, como não poderia deixar de ser, se alastrou pelo mundo.

Em São Paulo, a Paradis é uma das melhores especialistas no delicado docinho. Assim como no exterior, a marca desenvolve edições especiais, com cores e sabores diferenciados. Os preferidos dos clientes da Paradis são, na ordem, os de pistache, caramelo com flor de sal, chocolate intenso belga, limão siciliano, frutas vermelhas e Nutella. Para ocasiões especiais, as pirâmides de macarons ganham o ambiente e encantam os convidados.

Leia mais sobre macarons e a doce criação da Mahogany em Prazerices.

A Mahogany Cosméticos traz para você os melhores momentos no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *